Mises Brasil Instituto Ludwig von Mises Brasil
http://www.mises.org.br


Uma crítica austríaca a Milton Friedman
por Equipe IMB, quinta-feira, 9 de junho de 2016

Nesta aula, o professor Walter Block fala sobre a crítica austríaca a Milton Friedman.

Block começa abordando as inegáveis qualidades de Friedman, sua capacidade de converter pessoas à filosofia do livre mercado (qualidades semelhantes às de Ayn Rand e Ron Paul, na opinião do professor) e o fato de ele ser mais conhecido pelo mainstream do que outros autores do tema.

No entanto, o professor explica por que Friedman não é tão bom se considerarmos alguns pontos de vista que podem violar o livre mercado -- antitruste, defesa do monopólio estatal da moeda, análises econômicas matematizadas e empiricistas etc.

Ele fala das curvas de custo e de demanda, e da estranha opinião de Friedman que, se levada ao pé da letra, colocaria na cadeia todas as pessoas que não produzem o suficiente. 

Também é discutido o apoio dado por Friedman a ideias que defender tirar dinheiro dos ricos para dar aos pobres -- algo contrário à ideia de respeito à propriedade privada e à defesa da liberdade.

Block também comenta que escreveu um ensaio extremamente crítico sobre Hayek e seu livro O Caminho da Servidão.  Mas como Hayek foi muito gentil ao falar da obra de Block -- Defendendo o Indefensável -- chegando inclusive a compará-lo a Mises, o professor sentiu-se como se estivesse "mordendo a mão que o alimentou".  No entanto, prossegue Block, a crítica é importante para qualquer professor, especialmente quando vem de um aluno. 

Uma lista com 15 críticas a Milton Friedman é mencionada, e inclui diversos aspectos de seu pensamento: a não-obrigatoriedade do serviço militar e sua relação com a suposta eficiência do exército americano, a defesa de estradas estatais,  dinheiro controlado pelo estado por meio de um Banco Central, entre outros.

Assistir à aula do professor Block na edição 2016 do Mises Summer School: